Canal de Notícias

Historico

2024

  • Sacyr a tinge um lucro líquido de 153 Milhões (+39€%) e um Ebitda de 1523 Milhões de euros (+7%)

    Sacyr a tinge um lucro líquido de 153 Milhões (+39€%) e um Ebitda de 1523 Milhões de euros (+7%)
    29/02/2024

    A Sacyr concluiu em 2023 a sua aposta estratégica nas concessões de infraestruturas com a integração de novos ativos na sua carteira e com a venda das suas filiais de serviços, Valoriza Servicios Medioambientales e Sacyr Facilities. 

    A conta de resultados de 2023 reflete a geração contínua de valor da empresa graças a este enfoque nos ativos de concessões, que representam já 93% do EBITDA do grupo

    O EBITDA aumentou 7% em 2023, até 1523 milhões de euros, enquanto a rentabilidade, medida como margem EBITDA, cresceu 430 pontos base, até ao valor recorde de 33%

    O fluxo de tesouraria operacional disparou 20% e ficou nos 848 milhões de euros

    Por sua vez, o lucro líquido da empresa atingiu os 153 milhões de euros, mais 39% do que os 111 milhões de euros obtidos em 2022. O volume de negócios situou-se em 4609 milhões de euros

    Valor dos ativos de concessões: 3254 milhões de euros

    A permanente criação de valor do modelo de negócio da Sacyr reflete-se na avaliação dos ativos da Sacyr Concessões, que chegou ao fim de 2023 nos 3254 milhões de euros, mais 443 milhões do que a avaliação atribuída no Investor Day de 2021

     

    Descargar PDF
  • A estrada que nasceu de um vulcão

    A estrada que nasceu de um vulcão
    14/02/2024

    Após a explosão do vulcão, a lava arrasou várias povoações do sudoeste da ilha, invadindo estradas e isolando os habitantes do Vale Aridane. Uma das vias afetadas foi a ligação San Simón-Tajuya, da LP-2, uma rota de 33 km que desenvolvemos no sul da ilha, da qual ficaram sepultados 3 km por ação do vulcão que atingiu um fluxo de lava de até 50 metros de altura.

    Por ordem do Governo das Canárias, começámos a trabalhar para religar com a máxima brevidade possível os municípios afetados com a execução de uma estrada de emergência que se desviava do traçado principal afetado pela lava.

    A nova estrada tem uma extensão de 2,2 km com uma faixa por sentido e foi construída de forma contígua ao fluxo de lava enquanto o vulcão estava em erupção.

    Javier Donado, da equipa de produção do projeto, conta-nos mais pormenores sobre esta obra essencial para a ilha.

  • Sacyr obtém uma classificação duplo "A" pela sua transparência em matéria de mudanças climáticas e segurança hídrica

    Sacyr obtém uma classificação duplo
    06/02/2024

    A Sacyr foi reconhecida pela sua liderança ao nível da transparência e desempenho em matéria de mudanças climáticas e segurança hídrica por parte da organização ambiental internacional CDP. A Sacyr entrou pelo segundo ano consecutivo na 'Lista A' da CDP, onde se encontram as melhores empresas do mundo nesta matéria. 

    A Sacyr é uma das poucas empresas que conseguiu uma classificação duplo 'A' de entre mais de 21.000 avaliadas, de acordo com os dados reportados no Questionário sobre Alterações Climáticas e Segurança Hídrica 2023 da organização ambiental.

    A CDP possui a maior base de dados ambiental do mundo, completamente alinhada com a Task Force on Climate-Related Financial Disclosures (TCFD). As pontuações da CDP são usadas muito frequentemente para suportar as decisões de investimento no sentido de uma economia sustentável e resiliente, com zero emissões de carbono.

    Em 2023, mais de 740 instituições financeiras com ativos avaliados em mais de 136.000 milhões de dólares, solicitaram às empresas que apresentassem dados sobre impactos, riscos e oportunidades ambientais através da CDP. Um recorde de 23.000 empresas respondeu ao questionário.

    A CDP utiliza uma metodologia detalhada e independente para avaliar estas empresas, 
    atribuindo uma pontuação de “A” a “D”, em função da abrangência da divulgação, da consciencialização e da gestão dos riscos ambientais e conforme a demostração das melhores práticas associadas à liderança ambiental, como a definição de objetivos ambiciosos e significativos. As que não revelem ou que forneçam informação insuficiente são classificadas com um “F”.

    Para Fernando Lozano, diretor-geral Corporativo da Sacyr, "A inclusão da Sacyr na “Lista A” da CDP pelo segundo ano consecutivo, resulta do compromisso da nossa equipa em cumprir os nossos objetivos de redução de emissões de C02, apostar no consumo de energia renovável e implementar boas práticas em toda a cadeia de valor. Este ano, obtivemos pela primeira vez o duplo “A”, graças à nossa gestão rigorosa e responsável dos recursos hídricos.”

    A Sacyr está comprometida com a melhoria contínua na gestão dos recursos hídricos e tem o objetivo estratégico de reduzir o consumo de água própria em todas as suas atividades em pelo menos 10% até 2025, tanto em zonas de stress hídrico elevado como reduzido. Além disso, em 2023 renovou o seu certificado de verificação da pegada de água que abrange todas as suas atividades a nível global. Graças às atividades de tratamento e produção de água, a Sacyr consegue ter um impacto muito positivo, melhorando a qualidade da água e disponibilizando água doce em zonas de stress hídrico muito elevado. 

    Na luta contra as alterações climáticas, a Sacyr trabalha na descarbonização e na adaptação como eixos fundamentais da sua Estratégia de Alterações Climáticas, com o compromisso de reduzir as emissões absolutas de gases com efeito de estufa (GEE) de âmbito 1 e 2 em 42% e em 25% as de âmbito 3 em 2030 com o objetivo de atingir a neutralidade de carbono antes de 2050. Estes objetivos encontram-se validados através da iniciativa SBTi e estão em linha com a intenção de limitar o aumento da temperatura global a 1,5 °C.

    "Parabéns a todas as empresas da Lista A da CDP, e às empresas que iniciaram ou aceleraram o seu caminho para a transparência ambiental em 2023: assistimos a um aumento de 24% das divulgações no ano passado e essa tendência é digna de aplauso”, afirma Sherry Madera, CEO da CDP. “Só criando as bases da divulgação de informação poderão as empresas demonstrar que levam a sério o papel vital que desempenham na garantia de um futuro com emissões líquidas zero e positivo para a natureza”, reforça.

    “Entrar na Lista A é algo que vai para além da mera pontuação. É um indicador de que os dados reportados são completos e de elevada qualidade, e habilita as empresas com uma visão holística do seu impacto ambiental, que podem utilizar como linha de base para os planos de transição e que, ainda mais importante, lhes permite concretizar as suas ambições. À medida que avançamos na Década de Ação, e à medida que a CDP eleva permanentemente o padrão do que representa a liderança ambiental, o trabalho das empresas da Lista A nunca está completo. Esperamos que todas as empresas convertam os seus compromissos em ações mais significativas e efetivas”, acrescenta.

    A lista completa de empresas que fazem parte da Lista A da CDP deste ano encontra-se disponível aqui: https://www.cdp.net/en/companies/companies-scores.
     

  • Na reta final da construção da barragem de Almudévar

    Na reta final da construção da barragem de Almudévar
    30/01/2024

    Estamos na reta final da construção da barragem de Almudévar (Huesca, Espanha), que servirá para aumentar o caudal do sistema de irrigação do Alto Aragão. 

    Neste momento, os profissionais da Sacyr Ingeniería e Infraestructuras estão a trabalhar na automatização do sistema de observação, ligações elétricas, plantações, escavações arqueológicas, construção de ermida, urbanização e pavimentos. 
    Após a receção da obra, será iniciada a fase de colocação em carga, que consiste no enchimento da barragem. 

    Mais de 120 pessoas trabalharam diariamente no ACE liderado pela Sacyr Ingeniería e Infraestructuras, em conjunto com a Lantania, Vías y Construcciones e a Sogeosa. O orçamento de execução do projeto é de 113 milhões de euros. 

    Desmontagem de uma parede medieval 

    A equipa já iniciou a desmontagem da parede medieval da antiga ermida de Santo Domingo, sob a supervisão do Património Cultural. 

    A parede será transferida para um monte para voltar a ser montada numa nova ermida que será construída a salvo da inundação. Por outro lado, estão a ser realizados os trabalhos de escavação arqueológica no sítio do Morrón del Villar.

    O sítio consiste num núcleo de estruturas de tipo defensivo em torno de uma torre de origem islâmica, uma igreja românica construída a partir do século XII e, à volta deste conjunto, uma série de habitações da época medieval cristã que terão sido abandonadas devido à crise demográfica do século XIV.

    Capacidade de 169 hectómetros cúbicos

    A embalagem de Almudévar terá uma capacidade de 169,7 hectómetros cúbicos e para ela irão confluir os excedentes dos rios Gállego e Cinca. 
    A barragem é fechada com duas presas para cuja construção foram usados mais de 7,5 milhões de metros cúbicos de materiais, na sua maioria argilitos. No total, inundará mais de 1152 hectares.

    O canal de adução tem um comprimento de 1300 metros, que transporta a água para uma estação reversível, equipada com seis bombas, mais uma sétima de reserva. O caudal de projeto da estação é de 24 m³/s, que é conduzido até à barragem através das condutas paralelas de 2500 mm de diâmetro. 

    Além disso, a estação terá duas turbinas de 5 MW para gerar energia elétrica a partir da água libertada. 

  • Sacyr obtém o carimbo "Calculo-Reduzco-Compenso" pelo terceiro ano consecutivo

    Sacyr obtém o carimbo
    29/01/2024

    A Sacyr recebeu pelo terceiro ano consecutivo o triplo carimbo “Calculo-Reduzo-Compenso” atribuído pelo Ministério para a Transição Ecológica e o Desafio Demográfico. O carimbo é obtido por calcular e registar a sua pegada de carbono durante pelo menos quatro anos, possuir um plano para a redução das suas emissões, tornar efetivo este compromisso de redução e participar num projeto de captura de CO2.

    O Gabinete Espanhol para as Alterações Climáticas gere o registo da pegada de carbono, a que as empresas aderem voluntariamente. 

    A Sacyr reduziu em 74% a intensidade média da emissão no triénio 2020-2022 em relação ao período 2019-2021 para os níveis 1 + 2. Com esta diminuição cumpre o seu firme compromisso de redução da pegada de carbono, inserido no Plano Sacyr Sustentável 2021-2025. Este Plano define os objetivos da Sacyr na luta contra as alterações climáticas e o cuidado para com o ambiente e a sociedade em que desenvolve a sua atividade. 

    Além disso, a empresa compensou parte da sua pegada de carbono de 2022 através de um projeto de captura de CO2, com um repovoamento florestal em Villanueva de Abajo (Palência) que permitirá a regeneração de espaços degradados ou espaços naturais que perderam a sua cobertura arbórea vegetal. Além disso, contribui para a redução da erosão, conservação da biodiversidade e geração de emprego na zona.

    O âmbito deste carimbo engloba todas as suas atividades em Espanha e as empresas que se encontram sob o guarda-chuva da Sacyr. A Sacyr continua a trabalhar para cumprir o seu compromisso mais ambicioso em termos climáticos: ser neutra em carbono antes de 2050. 

    Estratégia de Alterações Climáticas

    A Estratégia de Alterações Climáticas da Sacyr inclui o compromisso de reduzir até 2030 as emissões absolutas de gases com efeito de estufa (GEE) de nível 1 e 2 em 42% e em 25% as de nível 3. 

    Estes objetivos estão alinhados com a limitação do aumento da temperatura global a 1,5 °C. O Plano de Descarbonização norteia as ações de redução da Sacyr com mais de 300 iniciativas que se concretizam nas suas linhas de negócio em todos os locais em que está presente. 
     
     

  • Como construímos a interface central de Belfast

    Como construímos a interface central de Belfast
    12/01/2024

    A Sacyr Ingeniería e Infraestructuras, em colaboração com a Farrans, está a construir desde 2021 a Belfast Grand Central Station, a nova interface que irá substituir a atualmente existente e que passará a integrar a estação ferroviária Great Victoria.
    Espera-se que por esta infraestrutura venha a transitar um volume de 20 milhões de viagens por ano.
    No passado mês de julho, o consórcio construtor deu por concluída a fase da estrutura, tendo ocorrido nos últimos meses avanços significativos no projeto:

    •  
    • as oito vias ferroviárias estão completamente instaladas e a montagem das plataformas está numa fase adiantada. 
    • O progresso ao nível do piso é de 75% e atinge 90% no caso dos suportes da cobertura
    • A instalação das janelas encontra-se a 85%. O recinto exterior dispõe de dois sistemas de proteção contra a chuva, e os painéis finais já se encontram a ser colocados. 
    • Estão a ser desenvolvidos os trabalhos para facilitar as ligações finais dos serviços públicos.

    No primeiro trimestre de 2024 está prevista a instalação dos últimos perfis da cobertura, dos cinco elevadores da interface e dos acabamentos finais no interior, que incluem as portas, o equipamento das instalações sanitárias e o revestimento.

    Depois de concluídos estes trabalhos, serão iniciados os acabamentos exteriores da instalação, além do parque de estacionamento, dos acessos pedonais e à via pública. 

    Valor social e participação comunitária 

    O projeto, adjudicado pela Translink, a operadora de serviços de transporte público norte-irlandesa, envolve diversas iniciativas sociais e colaborativas. O impacto social é um dos eixos fundamentais deste contrato, sendo o nosso objetivo criar valor social duradouro para toda a comunidade.

    Entre outras iniciativas, foram assinados acordos com 13 empresas locais de ação social. Além disso, realizaram-se 58 eventos formativos para estudantes e grupos profissionais em que participaram 2500 pessoas. E promoveram-se mais de 145 iniciativas de sensibilização ambiental e de saúde e bem-estar para os elementos da equipa

    Todas estas atividades valeram-nos a pontuação máxima no prémio Considerate Constructors Scheme no último mês de outubro, reconhecendo a nossa gestão das relações comunitárias, atenção para com o ambiente e os colaboradores. 
    Para obter mais informações sobre a Interface, visite a ficha do projeto

     

  • Sacyr desarrollará una plataforma de gestión integral para sus infraestructuras hospitalarias

    Sacyr desarrollará una plataforma de gestión integral para sus infraestructuras hospitalarias
    07/02/2024

    El proyecto Hospital Cognitivo tiene como objetivo desarrollar una plataforma inteligente basada en tecnologías innovadoras como inteligencia artificial (IA), algoritmos avanzados, BIM, Big Data, etc. Su desarrollo e implantación permitirá optimizar los procesos de diseño, construcción y operación y mantenimiento, mejorar la eficiencia energética y la calidad del aire de los activos hospitalarios, así como reducir la huella medioambiental asociada a la infraestructura tanto en la fase de construcción como durante la operación.

    El proyecto lo desarrollará un consorcio formado por ocho empresas liderado por Sacyr Concesiones y que cuenta también con la participación de Sacyr Ingeniería e Infraestructuras y de la propia corporación Sacyr.

    Además, participan Sener Mobility, Fracttal, 4Digital, Open Ingenius, Áptica y los centros tecnológicos de Tecnalia, UPM y CSIC.

    Se trata de un ambicioso proyecto con un presupuesto de 6,1 millones de euros y una subvención de 2,9 millones procedente de la Comunidad de Madrid. Estos fondos están dentro de la convocatoria de ayudas de 2023 para contribuir a la mejora de la cooperación público-privada en materia de I+D+i mediante proyectos de efecto tractor en consorcio. Está cofinanciado por el fondo europeo de desarrollo regional dentro del programa operativo FEDER de la Comunidad de Madrid para el periodo 2021-2027. 

    Implantación en el Hospital del Henares

    La implantación del Hospital Cognitivo se realizará en el Hospital del Henares (Coslada, Madrid), gestionado por Sacyr Concesiones, con un plazo de ejecución de 3 años (2024-2027).

    Según explica Antonio Ramírez, responsable de Innovación de Sacyr Concesiones, “mediante la aplicación de tecnologías innovadoras se podrá conseguir una gestión más eficiente del hospital”.

    El proyecto supondrá importantes beneficios para todos los agentes que participan en la gestión y operación del hospital, así como para los pacientes y clientes de la infraestructura hospitalaria. 

    Ana Esteban, gerente de Innovación de Sacyr Ingeniería e Infraestructuras, destaca que el Hospital Cognitivo permitirá “introducir la innovación en los entornos de operación y mantenimiento del centro y mejorar la experiencia del paciente”.

    Este proyecto supone un nuevo hito en la colaboración público-privada, eje del modelo de negocio de Sacyr, ya que maximiza el valor ofrecido al cliente y va más allá de las meras exigencias contractuales gracias a que aúna el mejor talento interno y externo. 

Este site utiliza cookies próprios e de terceiros para melhorar a experiência do usuário e analisar seu comportamento a fim de melhorar o serviço oferecido.
Você pode consultar informações adicionais sobre os cookies instalados em nosso Cookies policy.

Definir cookies

Declaração de cookie

TÉCNICOS

Estes cookies estão isentos do cumprimento do artigo 22.2 da LSSI de acordo com as recomendações indicadas pela autoridade europeia sobre privacidade e cookies. De acordo com o acima exposto e embora não seja possível a configuração, aceitação ou negação, o editor deste site oferece informações sobre os mesmos num exercício de transparência com o usuário.

  • Nome: LFR_Session_STATE_*, Fornecedor: Liferay, Propósito: Gerencia a sessão como um usuário registrado , Expiração: Session, Tipo: HTTP

  • Nome: GUEST_LANGUAGE_ID, Fornecedor: Liferay, Propósito: Determina o idioma com o qual você acessa, para mostrar o mesmo na próxima sessão, Expiração: 1 ano, Tipo: HTTP

  • Nome: ANONYMOUS_USER_ID, Fornecedor: Liferay, Propósito: Gerencia a sessão como um usuário não registrado , Expiração: 1 ano, Tipo: HTTP

  • Nome: COOKIE_SUPPORT, Provider: Liferay, Propósito: Identifica que a utilização de cookies para o funcionamento do portal, Expiração: 1 ano, Tipo: HTTP

  • Nome: JSessionID, Fornecedor: Liferay, Propósito: Gerencia o login e indica quem está usando o site, Expiração: Session, Tipo: HTTP

  • Nome: SACYRGDPR, Fornecedor: Sacyr, Propósito: Usado para gerenciar a política de cookies , Expiração: Session, Tipo: HTTP

ANALÍTICA

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de circulação para medir e melhorar o desempenho do nosso site. Eles nos ajudam a saber quais páginas são mais ou menos populares e a ver quantas pessoas visitam o site. Toda a informação recolhida por estes cookies é agregada e, portanto, anónima.

  • Nome: _ga_<container-id>, Fornecedor: Google, Propósito: Recolhe dados sobre o número de vezes que um utilizador visitou o site, além das datas da primeira e da mais recente visita. Usado pelo Google Analytics, Expiração: 2 anos Tipo: HTTP

  • Nome: _ga, Fornecedor: Google, Propósito: Registra um ID único que é usado para gerar dados estatísticos sobre como o visitante utiliza o site, Expiração: 2 anos Tipo: HTTP