Canal de Notícias

Historico

2019

angle-left A ETAR do Nordeste de Tenerife (Valle de Guerra), Prêmio Agustín de Betancourt pelomelhor Obra de Engenharia Civil das Ilhas Canárias
  • A ETAR do Nordeste de Tenerife (Valle de Guerra), Prêmio Agustín de Betancourt pelomelhor Obra de Engenharia Civil das Ilhas Canárias

    07/06/2019

    O projeto da Estação de Tratamento de Águas Residuais Urbanas (ETAR) de Valle de Guerra, em Tenerife, realizado pela Sacyr Sadyt e pela Sacyr Ingeniería e Infraestructuras, recebeu o Prémio Agustín de Betancourt para a melhor Obra de Engenharia Civil (período 2014-2018) das Ilhas Canárias. Este galardão é concedido pela Delegação de Tenerife do Colegio de Ingenieros de Caminos, Canales y Puertos.

    O projeto cumpre amplamente os critérios de valoração do prémio, ao ser um modelo de inovação tecnológica, de eficiência e de inovação na gestão do tratamento de águas residuais. A ETAR proporciona água depurada de qualidade adaptada aos diferentes cultivos, encontrando-se integrada no meio envolvente e respeitando o mesmo, ao não gerar ruído nem odores. Além disso, esta infraestrutura converteu-se numa aula viva para a sociedade da ilha, onde se educa sobre o futuro da reutilização da água. A ETAR é uma referência na transformação do modelo do ciclo integral da água na produção industrial de água depurada.

    Este prémio reconhece o promotor e o diretor da Obra (Governo das Ilhas Canárias) e o projetista e empreiteiro (Sacyr Ingeniería Infraestructuras-Sacyr Sadyt).

    A Sacyr Agua obteve também a adjudicação da exploração da estação por um período de quatro anos.

    A depuração é realizada mediante um processo de lodos ativados em oxidação prolongada com membranas de ultrafiltração (MBR), precedido por um pré-tratamento compacto. Adicionalmente, como tratamento terciário, parte da água depurada passa por uma instalação de eletrodiálise reversível (EDR), para reduzir a sua salinidade. O projeto inclui dois depósitos de água tratada, cada um deles com capacidade para 2.000 m³, destinando-se o primeiro à água depurada à saída do MBR, e o segundo ao armazenamento de água depurada-dessalinizada proveniente da EDR.

    Água de uso agrícola

    A ETAR, que trata atualmente quase 5.000 m3/dia, foi concebida para um caudal máximo de 7.000 m3/dia, e, em obra civil, para uma capacidade de 9.500 m3/dia. Esta estação trata atualmente 100% da água que a ela chega, e tem uma capacidade de produção de 4.000 m3/dia de água depurada para uso agrícola.

    A água obtida nestas instalações, cuja qualidade supera amplamente os limites exigidos por lei para uso agrícola, é enviada diretamente para a rede e disponibilizada aos agricultores da Comarca Nordeste, possibilitando assim a criação de um serviço de abastecimento de água "a la carte" para os diferentes tipos de cultivos da zona.

    PDF